Radio jornal cidade tomar online dating 100 free deaf dating site in

Rated 4.45/5 based on 778 customer reviews

Ao longo dos séculos XVIII e XIX, as políticas de incorporação do público no discurso da imprensa começavam a surgir pela Europa.

Em França, os quatro principais jornais da época abriram espaços que proporcionavam ao leitor a escrita em estilo conversacional e fluido (da Silva, 2009).

As contribuições escritas dos leitores, frequentemente conhecidas como 'cartas do leitor', conseguiram ao longo das décadas ocupar um espaço permanente na generalidade da imprensa.

A partir do século XVIII, as acentuadas trocas de correspondência postal, associadas à maior facilidade na realização de viagens e ao melhor funcionamento dos correios, permitiram maiores fluxos na comunicação entre os cidadãos (Torres da Silva, 2009).

Pretende-se assim agilizar os processos de paginação do próprio jornal, uma vez que as cartas manuscritas exigiam um trabalho de edição suplementar ao nível da transposição do texto para a plataforma digital de edição.

No sentido de compreender o que é escrito neste espaço, transversal à imprensa nacional, analisámos a totalidade das cartas publicadas pelo JN ao longo do mês de Fevereiro de 2012 (106 textos), de acordo com procedimentos de observação mediocêntrica (através de uma análise formal/global das cartas e da política editorial do JN a este respeito, nomeadamente quanto ao tom de escrita que é permitido aos leitores ou aos temas mais frequentes, entre outros aspectos) e sociocêntrica (focada nos leitores/participantes neste espaço, através de um inquérito por questionário Com efeito, mais de metade das cartas publicadas (61%) pertence a leitores que já tinham visto os seus textos publicados naquele período de observação.

radio jornal cidade tomar online dating-37

radio jornal cidade tomar online dating-39

radio jornal cidade tomar online dating-2

radio jornal cidade tomar online dating-18

Os jornais deslocavam-se assim de um elitismo associado à formação académica ou ao poderio económico para um novo público com menos instrução e que era satisfeito mais facilmente (da Silva, 2009; Park, 1923).

O valor chega a ser particularmente expressivo no caso do leitor que publicou em seis ocasiões Numa observação mais particular, podemos ainda verificar que, quanto à variável género, 59 participantes são homens e apenas seis são mulheres.

A respeito da orientação temática das cartas, apenas onze, em 106 textos, se basearam em situações pessoais.

Não obstante este panorama de alguma desconfiança, Dominique Wolton (2003) identifica alguns factores que viriam a alterar algumas destas concepções, entre eles o facto de a liberdade de imprensa se ter tornado num dos objectivos da comunidade internacional, respondendo positivamente aos anseios de quem defendia que a mundialização da informação só poderia ser alcançada na presença de uma imprensa desenvolvida e capaz de influenciar a opinião pública.

Este desenvolvimento, sugere Wolton, promove a aparição de indústrias da informação e da comunicação cada vez mais atentas ao desenrolar do processo político e à sua ligação progressivamente mais estreita com os públicos.

Leave a Reply